Catálogo Editora Quixote-Do

R$49,90

O Foco das Coisas & Outras Histórias

O Foco das Coisas & Outras Histórias, de Ana Cecília Carvalho, 2019, é o segundo livro de uma Trilogia dos Inquietos. O primeiro livro que deu início a essas histórias inquietas foi Os Mesmos e os Outros: o livro dos ex, que saiu em 2017. O terceiro livro, sairá em breve, com o título de A memória do perigo. Como o primeiro, O Foco das Coisas & Outras Histórias, não é um livro de transparências, mas de nuances e de sombras. Imagens de confinamento traduzem, com inteligência e bom humor, a vida, mesmo quando se está diante de um tratado poético sobre a desesperança. Equilibrar-se no fio estreito das certezas é condição para se aproximar desses textos estranhamente belos e inquietantes. O leitor perceberá que, como na célebre lição de Graciliano Ramos, “liberdade completa ninguém desfruta: começamos oprimidos pela sintaxe e acabamos às voltas com a delegacia de ordem política e social, mas, nos estreitos limites a que nos coagem a gramática e a lei, ainda nos podemos mexer”. Nos lugares inóspitos de cada história de O Foco das Coisas & Outras Histórias uma fresta de ar nos ajuda a respirar.

Ana Cecília Carvalho nasceu em Belo Horizonte. Escritora e psicanalista, lecionou na Universidade Federal de Minas Gerais até 2009, quando se aposentou. Recebeu, em 1991, o Prêmio Brasilia de Literatura, e em 1975 e 1985, o Prêmio Cidade de Belo Horizonte. Em 1993 foi finalista, na categoria contos, do prêmio Jabuti. Desde 1973, suas histórias têm sido publicadas em antologias e suplementos literários. É autora de Os Mesmos e os Outros: o livro dos ex. (Quixote+Do, 2017); O livro neurótico de receitas (Ophicina de Arte & Prosa, 2012); A poética do suicídio em Sylvia Plath (Ed.UFMG, 2003); Uma mulher, outra mulher (Ed. Lê, 1993) e Livro de Registros (Interlivros, 1976), entre outros. Ana Cecília Carvalho vive com o marido, o também escritor Hal Reames, em Austin, Texas, Estados Unidos.

ISBN: 978-85-66-256-48-2
Título: O foco das coisas & outras histórias
Páginas: 112
Autora: Ana Cecília Carvalho
Ano de publicação: 2019

A Fascinação das Asas

R$49,90

A Fascinação das Asas

A novela “A fascinação das asas” fala da importância da leitura literária e os riscos de seu abandono. Ao acompanhar a trajetória do protagonista, Aurélio, o autor constrói uma metáfora dos nossos tempos. Num país fictício, uma revolução põe no comando pessoas que não se importam com a cultura e a liberdade. Aurélio, um homem idealista com uma visão quase lírica do mundo termina tornando-se refém tanto de guerrilheiros quanto do Estado. No cárcere, toma contato com o mundo dos livros, descobrindo novas perspectivas sobre o amor, a liberdade e as asas.

Fernando Armando Ribeiro é mineiro de Belo Horizonte. Por influência de seu pai, sempre foi fascinado por literatura e sua trajetória passa pelas letras jurídicas e filosóficas. Professor da PUC Minas, curso de Direito, é doutor em Filosofia do Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG e fez o Pós-doutorado na University of California, Berkeley (EUA). É autor, dentre outros livros de, “Colheita” (poesia, editora Letramento, 2017); “Constitucionalismo e teoria do direito” (editora Del Rey, 2013); “Conflitos no Estado constitucional democrático” (editora Del Rey, 2004);e organizador de “Espectros poéticos da justiça” (editora Del Rey, 2019).

ISBN: 978-85-66-256-53-6
Título: A fascinação das asas
Páginas: 144
Autor: Fernando Armando Ribeiro
Ano de publicação: 2019

R$52,90

A Natureza da Mordida

A Natureza da Mordida, segundo livro de Carla Madeira, autora de “Tudo é rio”, é um livro sobre a amizade. É sobretudo um livro marcado pelo amor à literatura. Olívia e Biá, as duas protagonistas da história, se encontram pela primeira vez num pequeno sebo improvisado. Devastada por uma perda recente, Olívia se deixa envolver pela fala desatinada de Biá, por seu humor dilacerante, sua tragédia cotidiana e os mistérios de uma dor antiga. Nos doze primeiros encontros, o leitor se verá enredado por uma história cheia de lacunas. Vai experimentar, como a própria Biá, as intensidades da perda de memória, marcada ora pelos esquecimentos, ora pelas lembranças salientes. Será preciso mastigar cada tesouro que emergirá dos encontros e das anotações feitas por Biá, mesmo que tomado pela angústia de não poder compreendê-los ainda.

A partir daí tudo começa a ser revelado. A narrativa ganha o fluxo das histórias que não podem ser interrompidas, toda a vida de Olívia virá à tona e, ao conhecer a vida de Olívia, o leitor vai sendo preparado para compreender Biá. É com essa provocação, que desestabiliza as fronteiras entre o bem e o mal e obriga o leitor a se colocar no lugar do outro, que A Natureza da Mordida se torna um livro de força universal.

Carla Madeira nasceu em Belo Horizonte. Largou o curso de matemática e se formou em jornalismo e publicidade. Foi professora de redação publicitária na Universidade Federal de Minas Gerais e é diretora de criação da agência de comunicação Lápis Raro. Em 2014, lançou seu primeiro romance, “Tudo é rio”, um sucesso editorial, recebido com entusiasmo pelo público e pela crítica.

ISBN: 978-85-66256-35-2
Título: A Natureza da Mordida
Autor: Carla Madeira
Páginas: 268
Ano de lançamento: 2018

R$49,90

Caixa Bichos (contém Bichos + Os Cágados)

A Quixote+Do lança a caixa Bichos, que contém os livros Bichos + Os cágados e + Phthirus pubis ou o livro dos chatos, do autor mineiro Ricardo Brasileiro. Os livros nos trazem uma poesia com um humor marcante: salgado, satírico, livre, Ricardo Brasileiro faz piada com o sujeito e seu mundo. Os notáveis bichos de Brasileiro compõem uma fauna singular e leitores de todas as idades são convidados a se divertirem com a tragédia humana. Nos resta rir, diz a poesia de Brasileiro.

Graduado em Artes Plásticas pela Escola Guignard, doutor e mestre em Direito pela UFMG, Ricardo Brasileiro, que é professor universitário e procurador do Estado de Minas Gerais, já lançou “Ego [2009-2017]”, pela Editora Miguilim. Neste livro, ele faz uma incursão pela literatura, pela poesia, pela autoficção e pelas artes visuais.

ISBN: 978-85-66256-45-1
Título: Caixa Bichos
Páginas: Bichos – 90 | Os cágados – 90
Autor: Ricardo Brasileiro
Ano de publicação: 2019

R$49,90

Pequenas histórias de luz e som

Pequenas histórias de luz e som, é um livro que reúne 48 textos que nos mostram uma maneira diferente de observar o mundo. São pequenas narrativas de auto-ficção concebidas por meio da memória do autor Flávio Oliveira, deficiente visual. A escritora e professora de Teoria da Literatura e Literatura Comparada da Faculdade de Letras da UFMG Maria Esther “Valendo-se de uma linguagem ora feita de sutilezas, ora modulada pela dicção coloquial ou por um tom reflexivo, o autor extrai de suas vivências a principal matéria-prima para as histórias, sempre atento ao que se passa ao redor e ao que permanece do passado como lembrança”, escreve a escritora e professora Maria Esther Maciel.

Flávio Couto e Silva de Oliveira tem 54 anos e nasceu em Vacaria (Rio Grande do Sul), mas há 50 anos vive em Belo Horizonte. Sua incursão pela literatura lhe rendeu, em 2000, o primeiro lugar na categoria ensaio do concurso nacional de literatura Cidade de Belo Horizonte, com o trabalho, “Signos e Aprendizagem nas Memórias de Músicos Cegos”. Em sua tese de doutorado, Flávio estudou os efeitos da educação musical escolar por meio do canto coletivo em escolas primárias, durante as décadas de 1920 e 1930. Possui artigos e capítulos de livros sobre educação musical, aprimoramento dos sentidos e cidadania, publicados no Brasil e no exterior.

ISBN: 978-85-66-256-49-9
Título: Pequenas histórias de luz e som
Páginas: 256
Autor: Flávio Oliveira
Ano de publicação: 2019

R$49,90

Réstia de Alho

Tentar entender os sentimentos, os desejos, a postura de quem está à sua volta e, em última instância, a própria existência é tarefa que se apresenta a todo mundo e com o rude fazendeiro Joca Ferrão não foi diferente. Uma janela aberta para uma prosaica pastagem e um porão com cheiro de alho onde guarda um misterioso saxofone que não consegue tocar compõem a sofrida equação na moradia simples que abriga a pequena família: Joana, a esposa, Isabel, a filha, e o bastardo e deformado Dito, que se movimenta de quatro, trotando feito um bicho, como a denunciar tudo que não é dito sob aquele teto. Entre eles, o silencioso cão Tarugo, qual um Cérbero a guardar há décadas portas que não devem ser abertas. Réstia de alho é um romance que descreve com leveza a vida na superfície singela, enquanto mergulha nas profundezas de almas aparentemente rasas, mas complexas e indecifráveis. Na casa, no bananal, no tanque, na janela, na escada, no curral, na roça de arroz e alho a vida transcorre com mais perguntas do que respostas.

O jornalista Maurício Lara nasceu em Esmeraldas (MG), em 11/11/1952. Trabalhou como repórter, editor e produtor em rádio, jornal e televisão, asses- sorou instituições públicas e privadas. Foi professor de Jornalismo na PUC Minas por 15 anos. É diretor do Instituto Ver Pesquisa e Estratégia. Réstia de Alho é o sétimo romance do autor, que publicou também O Porco (Ed. Ramalhe- te 2016), Rua dos Expedicionários, 14 (Ed. Ramalhete, 2016), Em Nome do Bem (Ed. Planeta, 2005) e uma trilogia que inclui A Versão do Pai (Ed. Ramalhete, 2018), O Jardim de Leocádia (Ed. Páginas, 2017) e O Filho do Corrupto (Ed. Ramalhete, 2015).

ISBN: 978-85-66256-54-3
Título: Réstia de Alho
Páginas: 185
Autor: Mauricio Lara
Ano de publicação: 2019

O Homem Delicado

R$49,90

O Homem Delicado

De que é feita a memória? Quando a retomamos, será possível distinguir entre a realidade dos fatos e reconstrução de sentido que fazemos a posteriori? Para responder a esta indagação, pano de fundo de O homem delicado, Lino de Albergaria constrói a retomada de uma vida, apresentada pela voz do personagem Lauro. Em sua retrospectiva, a narrativa autobiográfica se estrutura como as cenas de um filme, no qual o passado e o presente ora se alternam ora se justapõem, como também se movimenta como um quebra-cabeças, um caleidoscópio, as cartas do Tarô ou o álbum de figurinhas da sua infância.

Mineiro de Belo Horizonte, Lino de Albergaria voltou a viver em sua cidade, depois de experiências em Paris (onde estudou editoração), São Paulo e Rio de Janeiro (onde trabalhou em algumas editoras). Graduado em Letras, é mestre em Ciências da Comunicação e doutor em Literatura. Há mais de trinta anos vem publicando livros para o público juvenil, segmento por onde se iniciou como autor. Dezenas de reedições e alguns prêmios assinalam seu reconhecimento na área. Vem também, sobretudo nos últimos anos, escrevendo romances. O homem delicado surge na sequência de seus títulos anteriores: Em nome do filho (finalista da Bienal Nestlé), A estação das chuvas (finalista do Prêmio Jabuti e premiado pelo Estado do Paraná), Um bailarino holandês e Os 31 dias.

ISBN: 978-85-66-256-50-5
Título: O Homem Delicado
Páginas: 201
Autor: Lino de Albergaria
Ano de publicação: 2019

R$40,00

Mínimas Máximas

A palavra exerceu, sempre, sobre mim, o seu fascínio. E, tão grande ele era, que a elegi, um dia, cúmplice de meu dizer poético. O tempo se encarregou de oportunizar condições para o que, dentro de mim, ansiava passear livremente. Nasciam, assim, meus poemas, meus pequeninos poemas.

Therezinha Veiga é fundadora da Passaredo, centro de criatividade que operou em Belo Horizonte. Filosofa, pintora, escultora e psicanalista, Mínimas máximas é o seu primeiro livro.

ISBN: 978-85-66256-52-9
Título: Mínimas máximas
Páginas: 85
Autor: Therezinha Veiga
Ano de publicação: 2019

R$65,00

De Cor

“De cor revela motivos para alargar horizontes, fundir achados surpreendentes, traduzir o intraduzível, descomplicando a cosmovisão do achamento do Eu, do Outro, de todos. Um prodígio.“ – Fábio Lucas

Lelena Lucas (Maria Helena Lucas) nasceu em 1962, em Belo Horizonte. É bailarina, coreógrafa, artista plástica e coordenadora da Corpo Escola de Dança (Grupo Corpo).

ISBN: 978-85-66256-55-0
Título: Mínimas máximas
Páginas: 120
Autor: Lelena Lucas
Ano de publicação: 2019

R$35,00

Aprendizado do Coração

Como diz o ditado, “o coração tem razões que a própria razão desconhece”. O que precisamos, portanto, para alcançar o estado de bem-estar na vida e a paz interior que nos conecta à certeza que somos uma partícula pertencente ao Universo Maior é manter tonificado e aceso o contato com o coração. Manter aberto o canal que nos permite ouvir as vozes do coração é sem dúvida um constante aprendizado. O Aprendizado do Coração.

Clara Rennó (Cacala) é especialista em Gestalt Terapia, atuante desde 1990. Com formação no processo Hoffman da Quadrinidade, especializou-se no método Restauração de Relações criado por Suzana Stroke e na Terapia Integrativa e Holística da Escola SAT (Seekers After Truth) criada e desenvolvida pelo Dr. Claudio Naranjo, o maior representante da Gestalt Terapia na atualidade, sucessor de Fritz Perls.

ISBN: 978-85-66256-51-2

Título: Mínimas máximas
Páginas: 92
Autor: Clara Rennó
Ano de publicação: 2019

R$30,00

A Cor dos Meus Versos

Depois de Uni-Versos (2016) Isabelle nos oferece sua segunda coletânea de poemas. Em A cor dos meus versos, a preferência pela temática amorosa se confirma. Isabelle nos apresenta seu lirismo intimista, sem grandiloquência, quase como quem proseia.

é filha de Celso Scalambrini e de Sibé­ria Alves Ferreira e nasceu na cidade de Alès, França, em 1999. Atualmente mineira. Aos 17 anos de idade, iniciou sua carreira como jovem escritora com a publicação de seu primeiro livro “Uni Versos”, em 2016. Agora, com 19 anos já está publicando seu segundo livro de poesias. Cursa Letras na Universidade Federal de Minas Gerais, confirmando sua vocação pela linguagem e pela literatura.

ISBN:978-85-66256-22-2
Título: A cor dos meus versos
Autor: Isabelle Scalambrini
Páginas: 60
Ano de lançamento: 2018

R$54,90

A Pele que nos Divide

“A pele que nos divide: diáforas continentais”, novo livro do poeta e romancista Paulo Rosenbaum, reúne poemas que ecoam a célebre lição de Carlos Drummond de Andrade: “penetre surdamente no reino das palavras, elide sujeito e objeto, chegue mais perto e contemple as palavras: ei-las impregnadas de múltiplos sentidos, em estado de dicionário”. “Como em toda “diáfora” cada nova palavra ou imagem repetida apresenta novo matiz de significação, a poesia de Paulo Rosenbaum é profusa e intensa, aberta à leitura errante ou que “erra”, como diz o poema “Fisiologia da leitura na perspectiva do livro; impensáveis palavras”. É como se todo o texto “diaforético” transpirasse excessivamente no corpo a corpo com o significado enquanto vitória precária e insistentemente retomada contra a separação do outro (leitor) — “a pele que nos divide”. A “garantia do inusitado” está na passagem do que, paradoxalmente, permanece como razão última do poema — ou da poesia.”

Paulo Rosenbaum é poeta, romancista e escreve para o Estadão (blog Conto de Notícia). Médico, pós-doutor em Ciências, é autor de A verdade lançada ao solo (Record, 2010) e Céu subterrâneo (Perspectiva, 2016).

ISBN:978-85-66256-17-8
Título: A Pele que nos divide
Autor: Paulo Rosenbaum
Páginas: 337
Ano de lançamento: 2018

R$59,90

Tremores nômades e fortes

De um ser poeta, lugar dela, Natália Menhem compartilha palavras para que se transformem em ato criativo, afirmativo e coletivo. Seus interlocutores se movem em resposta ao convite que ressoa: o da criação. Tremores nômades e fortes, sua segunda publicação, é, para começar, dois livros em um: Tremores Nômades e Fortes. O livro é todo ilustrado pela designer Caroline Gischewski. A poeta testa caminhos, saídas para a humanidade, vivencia intensidades sócio-políticas, recua e existe enquanto mulher. Tremores nômades e fortes coloca em xeque tudo que já é dado, faz uma grande indagação sobre o sujeito contemporâneo. Menhem vem para ficar e marcar o seu lugar na poesia mineira, depois de Descontinuidades, seu primeiro livro.

Natália Menhem é mineira, formada em Ciências Sociais pela UFMG e tem uma trajetória profissional diversa. Foi parte da equipe organizadora do TEDxBeloHorizonte e trabalha como diretora de Marketing na ThoughtWorks desde 2015. Em 2017 publicou seu primeiro livro, Descontinuidades e agora lança Tremores nômades e fortes pela Quixote+Do Editoras Associadas.

ISBN:978-85-66256-42-0
Título: Tremores nômades e fortes
Autora: Natália Menhem
Páginas: 172
Ano de lançamento: 2019

R$35,00

Um Longo Caminho para Esquecer

Ler “Um longo caminho para esquecer” equivale a mergulhar de coração e alma num período em que ainda há muito a ser revelado sobre o Brasil e seus vizinhos da América do Sul. O autor Adalberto Luiz descreve os conturbados anos 1960 não apenas com conhecimento histórico. O romance surpreende principalmente pela sensibilidade do autor ao tratar de tema tão árduo quanto a ditadura militar, que deixou marcas indeléveis na memória de nosso país.

ISBN:978-85-66256-14-7
Título:Um Longo Caminho para Esquecer
Autora:Adalberto Luiz
Páginas:127
Ano de lançamento:2017

R$49,90

Vicente

Vicente é um livro que reflete sobre como a sociedade tem tratado os mais velhos. Inspirado pelos idosos, o jornalista Luiz Adriano Seabra conta a história do personagem Vicente de Paula Neto, jornalista aposentado que é internado em um asilo pela família, apesar de ainda ter uma vida funcional. Sabe quando cansamos dos nossos idosos e os deixamos em clínicas para a ‘melhor idade’? O livro sugere um olhar menos preconceituoso com os mais velhos. Durante a internação, Vicente se descobre mais vivo do que nunca, enfrentando suas mazelas e esquecimentos, com uma ousadia que nunca pensou ter. Ao ser deixado de lado pelos seus, resolve denunciar o que se passa com os idosos da clínica. E ele, que sempre almejou escrever alguns versos, precisou ser internado em um asilo e conviver com o alzheimer de muitos até sugerir a si mesmo que os esquecimentos são muitas vezes o escape da poesia entalada, o não permitir ser o que é.

ISBN:978-85-66256-26-0
Título:Vicente
Autor:Luiz Adriano Seabra
Ilustrações:Helena Cintra
Páginas:266
Ano de lançamento:2018

R$49,90

Quando o crochê vira bonecos: usando a técnica amigurumi

Amados tanto por crianças quanto por adultos, os bonecos de amigurumi são os protagonistas do livro “Quando o crochê vira bonecos: usando a técnica amigurumi”, de Andréa Corrêa, primeiro livro sobre essa técnica lançado no Brasil. A autora compartilha segredos para confeccionar três bonecos inspirados na pedagogia Waldorf: uma boneca grande chamada Andréa, uma boneca média chamada Cíntia e o Gnomo. Bilíngue (português-inglês), o livro apresenta instruções detalhadas e completas, com o passo a passo e muitas fotos. O livro é uma joia para quem gosta da arte do crochê.

ISBN:978-85-66256-32-1
Título:Quando o crochê vira bonecos: usando a técnica amigurumi
Autor:Andréa Corrêa
Páginas:81
Ano de lançamento:2018

R$52,00

Poesia Contemporânea: reconfigurações do sensível

Poesia contemporânea: reconfigurações do sensível, organizado por Gustavo Silveira Ribeiro, Tiago Guilherme Pinheiro e Eduardo Horta Nassif Veras reúne críticos, muitos também poetas, que, vinculados diretamente ao meio acadêmico, tratam de pensar, com a poesia, o que a poesia diz não apenas do nosso tempo, mas, principalmente, para o nosso tempo. O livro reúne textos apresentados e discutidos no XV Encontro da ABRALIC (Associação Brasileira de Literatura Comparada) e também contribuições de pesquisadores convidados. Em meio a um cenário de crise e sobrevivência, os textos refletem sobre os novos caminhos e configurações da poesia produzida no subcontinente, dando ênfase às estratégias e formas daquilo que, na esteira de Jacques Rancière, tem sido compreendido como diferentes modos do sensível, distintas formas de partilha daquilo que, na política e na arte, repropõe o mundo e a percepção que é possível ter dele.

Alberto Pucheu, Renan Nuernberger, Pádua Fernandes, Rafael Zacca, Luiz Guilherme Barbosa, Luciano Ramos Mendes, Alemar Rena, Luciana di Leone, Gustavo Silveira Ribeiro, Guilherme Gontijo Flores, Tiago Guilherme Pinheiro, Eduardo Jorge, Mayara Ribeiro Guimarães, Roberto Said, Miguel Ávila Duarte, Masé Lemos, Eduardo Horta Nassif Veras, Sabrina Sedlmayer, Joca Wolff, Roberto Zular, André Goldfeder, Fábio Roberto Lucas, Lucius Provase, Cristina Henrique da Costa, Mariana Ianelli.

ISBN: 978-85-66256-24-6
Título:Poesia Contemporânea: reconfigurações do sensível
Organizadores:Gustavo Silveira Ribeiro, Tiago Guilherme Pinheiro, Eduardo Horta Nassif Veras
Páginas:427
Ano de lançamento:2018

R$49,90

Superfoco

O livro SuperFoco mostra quais são e como utilizar os recursos necessários na hora de superar problemas e criar soluções para atender aos resultados esperados. Com o livro também se entende a importância da escolha, acompanhamento e controle dos fatores críticos de sucesso e tarefas críticas. Importante é concentrar nossos esforços para obter uma boa gestão nas organizações, e o SuperFoco oferece uma riqueza de informações para o leitor que quer manter sua organização, projeto ou empresa em pleno desenvolvimento.

Mario Antonio Porto Fonseca é formado em Engenharia Civil/Elétrica, mestre em Sistemas Elétricos de Potência pela Universidade Federal de Minas Gerais, com cursos de especialização em Sistemas Elétricos de Potência na OHIO State University-USA; em Finanças na Columbia Business School-USA, em Gestão Avançada na FDC (Fundação Dom Cabral)/INSEAD-França. Mário é Fellow Senior do Advanced Leadership Initiative da Harvard University USA, proprietário do Sítio do Cedro (a primeira Fazenda Ouro do Brasil, com certificado outorgado pela Nestlé SA) e atuou como CEO, Presidente e membro do Conselho de Administração de várias empresas. Atualmente é membro do Conselho da empresa COSIL (Construções e Incorporações S.A).

ISBN: 978-85-68657-09-6
Título:Superfoco
Autor:Mário Antônio Porto Fonseca
Páginas:238
Ano de lançamento:2017

R$49,90

Todo mar vai ser você

Todo mar vai ser você é surpreendentemente forte e delicado ao mesmo tempo. Organizado em quatro capítulos (Antes de tudo mudar; Depois do diagnóstico; Durante a tempestade e Depois de tudo), o livro tem o mar como grande imagem da vida e do amor. A escrita é livre de formalidades e contemporânea, e o belo aparece no real da experiência da autora, em sua sensibilidade e amizade com as palavras. O próprio objeto livro, todo azul, como o mar, é um convite para um mergulho intimista na realidade de uma mulher que se viu diante da necessidade de aumentar sua fé e testar o seu amor a si mesma e ao mundo. Agora ela nos brinda com o melhor de seu processo: sua poesia e sua verdade.

ISBN: 978-85-66256-34-5
Título:Todo mar vai ser você
Autor:Glaura Santos
Páginas:176
Ano de lançamento:2018

R$49,90

Poeirópolis

Poeirópolis flerta com fatos da história contemporânea e referências culturais Livro de estreia do autor Ricardo Righi vem acompanhado de playlist Um enfrentamento entre a ditadura de uma República Cristã do Brasil e um Império do Paraná. Esse é o pano de fundo do romance de estréia de Ricardo Righi. Com um texto descrito pelo escritor Ricardo Massara Brasileiro como complexo, político, polifônico, multitemporal, surreal, difusamente biográfico e jovial, o autor usa como pano de fundo questões contemporâneas da política brasileira e nos apresenta uma trama rica de referências culturais, incluindo uma playlist com as músicas citadas no texto. “Os romanos diziam “habent sua fata libelli“, cada livro tem seu destino. Essa obra terá o sucesso que o leitor saberá determinar”, aponta Brasileiro na orelha do livro. Nascido em Belo Horizonte, o autor Ricardo Righi é formado em direito pela UFMG, mestre em direito público pela Sorbonne (Paris) e procurador do Estado de Minas Gerais.Desde 2006, Righi se dedica a literatura. “Talvez esse seja o meu lugar no mundo: lendo um livro em qualquer lugar”, afirma o autor, leitor entusiasmado que tem o compromisso de ler um livro de Jorge Amado por ano. Righi queria contar suas estórias, falar de seus lugares, do exílio em Brasília e do retorno a BH, e assim nasceu Poeirópolis, que está impregnado não só de acontecimentos de sua vida, mas também de tudo que já leu. Além dessa obra, o autor tem outro romance, contos e mais meio livro prontos. Segundo Righi, no livro há realismo fantástico de matriz latino-americana e muitos registros de músicas, filmes e livros que os leitores podem encontrar – há referências expressas e outras quase expressas a alguns livros, como o “Incidente em Antares”, de Érico Veríssimo, e Guerra e Paz, de Tolstoy – o cachorro Vísli aparece no clássico russo; e a músicas do Rollings Stones e do Red Hot Chilli Pepers. O titulo, Poeirópolis, é inspirado em um dos primeiros apelidos da cidade de Belo Horizonte. “Se eu precisasse definir Poeirópolis, diria que é principalmente um romance antifascista, político, sensual, aventureiro, do absurdo, franco-marroquino-mineiro-brasiliense, que ri da própria desgraça, que não procura encontrar sentido. Também é republicano, pró-democracia, antirracista, francófilo, assim como eu sou. Espero que também seja boa literatura”, aposta Righi.

ISBN: 978-85-66256-28-4
Título:Poeirópolis
Autor:Ricardo Righi
Páginas:209
Ano de lançamento:2018

R$33,00

Phthirus pubis ou o livro dos chatos

Quixote+Do lança a caixa Bichos, que contém os livros Os Bichos + Os cágados e + Phthirus pubis ou o livro dos chatos, do autor mineiro Ricardo Brasileiro. Os livros nos trazem uma poesia com um humor marcante: salgado, satírico, livre, Ricardo Brasileiro faz piada com o sujeito e seu mundo. Os notáveis bichos de Brasileiro compõem uma fauna singular e leitores de todas as idades são convidados a se divertirem com a tragédia humana. Nos resta rir, diz a poesia de Brasileiro.

Graduado em Artes Plásticas pela Escola Guignard, doutor e mestre em Direito pela UFMG, Ricardo Brasileiro, que é professor universitário e procurador do Estado de Minas Gerais, já lançou “Ego [2009-2017]”, pela Editora Miguilim. Neste livro, ele faz uma incursão pela literatura, pela poesia, pela autoficção e pelas artes visuais.

ISBN: 978-85-66-256-44-4
Título:Phthirus pubis ou O livro dos chatos
Autor:Ricardo Brasileiro
Páginas:90
Ano de lançamento:2019

R$49,00

Os mesmo e os Outros: o livro dos ex

As narrativas que compõem Os mesmos e os outros: o livro dos ex., de Ana Cecília Carvalho, oferecem ao leitor inquietantes desafios e pactos sinistros. Se como já nos afiança uma de suas epígrafes, “um livro não se faz sem suas vítimas”, e acompanhar, sem redes ou amarras, as histórias de perdas, de danos e de abandonos, quase todas irreparáveis, é, sobretudo, abrir mão da segurança dos sentidos e da crença nas verdades inabaláveis. Os mesmos e os outros: o livro dos ex. vem mostrar que a literatura de Ana Cecília Carvalho só cresceu, firmando-a como uma das grandes escritoras do nosso tempo.

Vencedora do 8º Concurso de Contos da Revista Literária da UFMG em 1973, Ana Cecília Carvalho já publicou diversos livros, entre eles “O livro neurótico de receitas”, de 2012, e “ A poética do suicídio em Sylvia Plath”, de 2003.

ISBN: 978-85-66256-27-7
Título:Os Mesmos e os Outros: o livro dos ex
Autor:Ana Cecilia Carvalho
Páginas:184
Ano de lançamento:2017

R$39,90

O Sopro de Deus

Mais que um livro, O sopro de Deus é vida. História real de superação e fé, a autora relata as quase-morte e início de uma nova jornada: “É bem lógico dizer e entender que a história de uma vida termina com a morte, mas nem sempre é assim, porque a história da minha vida começou com a minha morte.” O sopro de Deus é a história de um relacionamento único com Deus, e de quando a noite vira dia. A partir de uma depressão profunda, Paola Lucciola nos transmite uma mensagem simples e essencial, o poder e o amor de Deus. “A vida inteira eu vivi sob paixão. Se ria, ria com vontade; se estava triste, às vezes chorava; quando tinha um sonho, eu buscava; quando queria vencer, eu me empenhava. A depressão cortou meus sonhos, meu riso, minha vontade de vencer, minha alegria e até cortou minha capacidade de chorar. Agora sei que caí pela ignorância. A ignorância de tantos. Um grande amigo, dotado de inteligência e sensibilidade incomuns, me disse certa vez que a depressão “é um acúmulo de história”. Reconhecendo a sabedoria nessa definição, pensei sobre a profundidade do que disse. Registrados na minha memória – no cérebro, lugar físico afetado pela doença depressão – estão armazenados os fatos que desencadearam essa queda, que foi lenta, progressiva e insuportavelmente dolorosa. Também no corpo tenho as cicatrizes que permanecerão para sempre. E como as cicatrizes do corpo, as do cérebro permanecem como um manual de instrução sobre o que devo conhecer, reconhecer, evitar e combater.”

Paola Lucciola nasceu em Belo Horizonte. Filha e neta de médicos, desde cedo recebeu uma educação voltada para seguir a tradição familiar e formar-se em medicina. Mas, fiel à sua inclinação, optou pelo estudo do Direito. Atua como advogada e consultora, tendo exercido cargos no Ministério Público Criminal e na Procuradoria Federal. Atualmente integra o Comitê de Educação em Direitos Humanos do Governo do Estado de Minas Gerais.

ISBN: 978-85-66256-39-0
Título:O sopro de Deus
Autor:Paola Lucciola
Páginas:190
Ano de lançamento:2018

R$49,90

O Relicário

O relicário é quarto livro da poeta Alícia Maria, a poeta mineira que encantou Manoel de Barros. O livro nos apresenta a maturidade da mulher imersa por décadas em versos e sentimentos abissais. As palavras, grafadas à mão na urgência da criação e impressas, formam um diário poético. A obra guarda em si o sagrado e o segredo da poeta que evoluiu em sentimentos, pensamentos, páginas de cadernos e guardanapos até este começo de século. Os desenhos de Marcos Venuto, a partir de objetos reais, que fizeram parte da história de Alícia e ficaram “imantados” pela energia de sua vida, abraçam delicadamente os poemas que lhe brotam no dia a dia.

Alícia Maria Parreiras Barbosa cresceu no bairro Santo Antônio, em Belo Horizonte. É graduada em Medicina pela UFMG, especialista em Psiquiatria e Semiótica. Esse é seu 4° livro, os anteriores são “Cartas Azuis” 1996, MAZZA Edições, “A Margem” - Coleção Poesia Orbital, em comemoração aos 100 anos de Belo Horizonte em 1998 e “O Limite do Aquário” 2004, MAZZA Edições, finalista do Prêmio Nacional de Literatura de Belo Horizonte em 2002.

ISBN: 978-85-66256-25-3
Título: O Relicário
Autora: Alícia Maria Parreiras Barbosa
Páginas: 100
Ano de lançamento: 2018